builderall

O tratamento de esgoto sanitrio de forma descentralizada trata os esgotos domsticos prximo de sua fonte geradora, podendo ser implementado em reas rurais ou em pequenas comunidades perifricas dos grandes assentamentos humanos (zonas periurbanas), tendo como principal caracterstica apresentar baixos custos de investimento, de operao e de manuteno. Tais sistemas geralmente so aplicados a comunidades com menos de 2.000 habitantes, podendo serem complementados por outras operaes unitrias, como sedimentao, filtrao, flotao e oxidao biolgica (RODRGUEZ, 2009).


Em geral, boa parte dos processos empregados nesse tipo de configurao so denominados genericamente de ecossaneamento, basicamente melhorias dos processos que ocorrem normalmente nos ecossistemas, com a vantagem de no necessitarem de investimentos tecnolgicos e demandarem poucos insumos qumicos (ZANELLA, 2008). Esses sistemas ecolgicos tm como princpio o paradigma da permacultura, sendo considerados, portanto, tcnicas adequadas do ponto de vista sociocultural e acessveis s comunidades carentes (BENJAMIN, 2013).


Dentre os processos descritos na literatura associados a esse modelo de saneamento, destacam-se as Wetlands Construdas, sistemas que copiam as wetlands naturais ? reas alagadas de forma permanente ou sazonal, com presena macia de vegetao ? sendo aplicadas para remover matria orgnica, slidos e nutrientes dos esgotos (SALATI, 2003). A primeira wetland construda a exercer funcionalidade foi na cidade de Othfresen em 1974, e o procedimento foi nomeado como RZM - Root Zone Method (Mtodo de Zona de Razes).


O sistema de zona de razes pode ser caracterizado como mdulos cultivados que utilizam macrfitas aquticas emergentes aprofundadas no terreno e inteiradas com instrumentos de sustentao, tais como rochas, cascalho, areia, solo, entre outros; alm de apresentarem mtodos de impermeabilizao para evitar que o solo ou at mesmo o lenol fretico seja contaminado com o efluente, podendo utilizar, como exemplos, geomembranas, argila, lona plstica, etc (BRIX, 1987). Por tratar-se de um sistema com escoamento sub-superficial, fundamentado no processo de filtrao, o leito filtrante desempenha um importante papel no tratamento (PHILIPPI et al, 2007).


Em geral, o emprego de areia em conjunto com a brita na composio do leito filtrante, tendem a proporcionar uma ao fsica (reteno) e bioqumica (oxidao), que auxilia na ao dos microrganismos presentes no biofilme formado nos rizomas das macrfitas (ZANELLA, 2008).


Carvo ativado granular (CAG) pode, tambm, ser utilizando como meio filtrante, em funo de sua capacidade de adsoro auxiliar na concentrao de nutrientes, substratos e oxignio na superfcie do carbono, agilizando na formao do biofilme e no aumento do tempo de contato entre o microrganismo e o substrato, promovendo uma diminuio no tempo de aclimatao da microbiota (DUSSERT & STONE, 1994).


A argila expandida apresenta-se como uma excelente opo para composio do meio filtrante, por ser considerado um material leve, resistente, com inrcia qumica, estabilidade dimensional, poroso, com grande rea superficial alm de ser de baixo custo e fcil aquisio em grandes quantidades. (BARBOSA, 2006). Sua presena pode favorecer a reduo na colmatao do sistema, e melhorar a reteno de nutrientes, otimizando o crescimento das macrfitas (METCALF & EDDY, 2004).


Segundo Ramos et al (2017), sistemas baseados nas wetlands construdas apresentam limitaes na remoo de fsforo e nitrognio; o manual de wetlands da USEPA (2000) relaciona a remoo desses nutrientes a assimilao sazonal das plantas e a soro aos slidos afluentes que so removidos, tornando o processo muito limitado. Dessa forma, o uso da argila expandida pode apresentar um ganho na eficincia devido sua capacidade de adsorver e precipitar compostos fosfatados (ALBUQUERQUE et al, 2010).


Nesse sentido, os estudos que buscam compreender o funcionamento e possveis aperfeioamentos no processo de tratamento por zona de razes, so fundamentais para a aplicao de maneira coerente e otimizada s diversas condies encontradas.


A seguir, sero apresentados alguns resultados obtidos com o estudo de um sistema de tratamento de esgoto por zona de razes.


Desenvolvimento das Macrfitas